A criação do mundo

A-criação-do-mundo

A solidão pode ser um problema até mesmo para deuses! Por isso, o primeiro deus que existiu, Nhamandu Ru Etê, ou Nhanderu Tenonde, criou outros deuses, também chamados de Nhanderu. Estes, por sua vez, criaram outros deuses, e tiveram filhos, entre os quais, muitos também são Nhanderu.

O primeiro mundo quem fez foi Nhamandu Ru Ete, o primeiro Nhanderu que existiu. Ele fez o mundo e quando ficou pronto, ele pensou: “poxa, eu estou muito sozinho”. Então, ele fez uma mulher para ser companheira dele. Como ele é Nhanderu, aquele que tem poder, que é tão poderoso, ele pensou: “mas, só assim não dá. Eu vou fazer outros”. E ele fez TupãTupã é dono da água; quem manda a chuva é Tupã Ru Ete.

Nhamandu Ru Ete pensou: “está faltando mais”. Então, ele fez de novo Karai Ru Ete. Ele é Nhanderu também; pra nós é deus. Então, Nhamandu pensou um pouquinho e disse: “está faltando mais”. Então, ele fez Jakaira Ru Ete, outro Nhanderu também. Mas todos eles são mais novos que Nhamandu Ru Ete, porque ele foi o primeiro que existiu. Depois, ele mesmo destruiu essa terra, pra renovar de novo.
[…] Nhanderu Tenonde é o primeiro de todos. A direção na qual ele mora é o leste, como os jurua (brancos, não indígenas) falam. Cada deus mora em certa direção. Existe Nhanderu Tupã, que fica na direção oeste. Há também Nhanderu Jakaira, que fica na direção sul, depois há também Nhanderu Karai, que mora no norte, em direção ao norte. Assim, nas quatro regiões eles têm amba (lugar, morada) deles. Esses deuses todos se conhecem, todos são deuses e todos são igualmente poderosos. Por isso, na nossa sabedoria realmente há quatro deuses, nós conhecemos quatro deuses. Agora, no conhecimento dojurua existe apenas um. Eles conhecem apenas o deus que criou o mundo, só aquele, mais ninguém. Realmente, existem esses quatro deuses, mas, além desses, há mais subdeuses que são seus auxiliares, foram criados por eles. Aí sim, entra Karai Jekupe, que mora ao lado deles. A morada dele é mais perto de nós.

Xeramõi Marcolino da Silva – Karai Tataendy Marangatu
(Tekoa Araçai, Piraquara/PR)
In: AFFONSO, Ana Maria Ramo y. LADEIRA, Maria Inês. (Orgs). Guata Porã/Belo Caminhar. São Paulo: Centro de Trabalho Indigenista, 2015. (Projeto pesquisadores Guarani no Processo de Transmissão de Saberes e Preservação do Patrimônio Cultural Guarani – Santa Catarina e Paraná/ Agosto de 2014 – Novembro de 2015), p. 11.

Anúncios
A criação do mundo

012---Xilogravura

“Se você quer pegar um peixinho, pode ficar em águas rasas. Mas se quer um peixe grande, terá que entrar em águas profundas.”

É o que declara David Lynch, o cultuado diretor de “Twin Peaks”, “O Império dos Sonhos” e “Veludo Azul” em seu livro “Em Águas Profundas”* sobre a experiência de mergulhar fundo em seu imaginário pessoal para “pescar ideias” como se “pescam peixes” e depois prepará-las para televisão, o cinema e outros meios em que ele trabalha, como pintura, música e desenho.

Escuro como a noite

Black As The Night
Nahko and Medicine for the People

Eu acredito que as coisas boas estão chegando, vindo, vindo
Eu acredito que as coisas boas estão chegando, vindo, vindo
Fora da luz da escuridão estão a bombear, bombear, bombear
Na luz branca, todas as coisas correndo, correndo, correndo correndo

Quem eu fui, quem sou eu becomin? Entre, entre, entre
Deep respira para um jovem aprendendo, aprendendo, aprendendo, aprendendo
Dê uma volta com os cedros hummin ‘, cityscape, pôr-do-sol rosa stunnin’
Todo fogo acende-se queimando, todo espaço vazio é adequado
Eu acredito que as coisas boas estão chegando, vindo, vindo
Eu acredito que as coisas boas estão chegando, vindo, vindo

Eu não sou mestre, eu sei nada
Eu não sou mestre, eu sei nada, sim
Eu não sou mestre, não sei, mas eu sou
Um servo e eu sei algo sim
Eu não sou mestre, eu não sei, definitivamente ainda é jovem
Construído com fome, tão maldito um monte de auto-trabalho desfeito

Eu sou uma testemunha
A vida de quem carrega todos os seus segredos
Em sua música, música, música, música, oh oh
Oh / não, whoa oh
Não, whoa oh
Não, whoa oh
Sem whoa

Sem whoa
Sem whoa
Não, whoa oh
Não, whoa oh
Não, whoa oh
Sem whoa
Sem whoa

Mais páginas mais palavras para minha história
Mais graça, mais significado desdobrando
Pegue um parque de chuva drive cascadia
Sinta o calor no meu frio ouve radiante
Dois batidos e estou sem peso
Doenças cardíacas, mas é realmente indolor
Faça um voto no luar palido, luar, luar,
Dê uma olhada em mim no meu terceiro olho. (Terceiro olho, terceiro olho, terceiro olho)
Tudo está tudo bem, sempre está bem, sempre está bem

Eu sou preto como a noite
Eu sou preto como a noite
Preto como a noite
Eu sou preto como a noite
Preto como a noite com um pouco de luz da lua
Preto como a noite com um pouco de luz da lua
Eu sou preto como a noite com um pouco de luar brilhando do meu centro dentro.
Afiado e suave ao toque com minha melodia de canela pequena e escura
É parte da minha maquiagem, uh-huh, uh-huh
Nunca perca os pesadelos, sempre vai acordar, acordar, acordar

Ah, eh
Você obteve as chaves
Você obteve as chaves
Você obteve as chaves
Você obteve as chaves
Você conseguiu as chaves, mas nunca manter minha porta trancada,
Você conseguiu as chaves, mas eu nunca vou manter
Minha porta trancada, nah
Você conseguiu as chaves, mas eu nunca vou manter
Minha porta trancada você sempre pode vir logo em

E se meus braços estão cheios, você pode apostar seu
Doce, vou deixar essa merda naquele momento.
Eu posso estar ocupado uh uh, mas eu sempre consegui algum tempo
Para se render à sua beleza, beleza, beleza, beleza.

Ah ah ah sim
Oh / não, whoa oh
Não, whoa oh
Não, whoa oh
Sem whoa
Sem whoa

Oh / não, whoa oh
Não, whoa oh
Não, whoa oh
Sem whoa
Sem whoa
Eu acredito que as coisas boas estão chegando, chegando
Eu acredito que as coisas boas estão chegando, chegando
Fora da luz da escuridão estão a bombear, bombear, bombear
Na luz branca, todas as coisas correndo, correndo
Executando quem eu estive, quem sou eu becomin?

Entre, entre, entre
Deep respira para um jovem aprendendo, aprendendo, aprendendo, aprendendo
Faça um voto no luar palido, luar, luar,
Dê uma olhada em mim no meu terceiro olho.
Tudo está tudo bem, sempre está bem, sempre está bem

assim
Eu não sou mestre, eu sei nada
Eu não sou mestre, eu sei nada
Eu não sou mestre, eu sei nada
Mas eu sou servo e sei algo sim
Eu não sou mestre, eu sei nada

Escuro como a noite

Uma despedida amigável

“Você mesmo, tanto quanto qualquer um em todo o universo, merecem o seu amor e carinho.”  – Buddha

 

O mais importante na vida é conhecer a si mesmo. Saber quem somos para conseguirmos achar um sentido nas coisas. Lutar, correr atrás e importar mais com os nossos sentimentos.

Comecei uma nova etapa na vida. Tenho muitas coisas à resolver. Problemas de personalidade, psicológicos, emocionais, espirituais e racionais.

Por isso precisei de um tempo comigo mesmo. Necessito mudar completamente. Não por estar ruim, mas por estar de uma certa maneira fora dos meus conceitos e dos meus valores de vida.

Resolvi me mudar para TIRADENTES/MG e ter um estilo mais tranquilo, mais zen, buscando uma paz interior. Penso em me mudar para esta cidade mágica desde 2008, porém, nunca houve uma real oportunidade.

Mas pra isso tive que deixar para trás coisas importantes como emprego, casamento, família e amigos.  Não é fácil. É um sacrifício, mas chega um ponto em que a vida fica insuportável e impraticável e você não sabe o que é, se sente perdido e sem chão.

Todos falam que o mal da humanidade é a depressão, mas ninguém sabe como ela aparece. Não é simplesmente uma doença ou um sentimento. Eles tem que ser plantados e muitas vezes levam décadas até que tudo exploda, aí ninguém segura

 

Uma despedida amigável